sexta-feira, 20 de março de 2020

Sobre contágio do Coronavírus e isolamento



É importante saber: como se pega o Covid-19?

Bem, se você leu o texto anterior, já sabe que o coronavírus é um vírus novo para o qual ninguém tinha anticorpos. Você também sabe que ele é transmitido por secreções corporais. A secreção mais fácil de entrar em contato com desconhecidos é o que se chama de “gotículas”, que se espalham ao espirrar ou tossir. Esse vírus não fica voando sozinho no ar, ele precisa dessas gotículas para ser transportado (embora segundo um novo estudo alguns possam ficar por até três horas voando em uma microgotícula que alguém espirrou, mas com capacidade de infecção reduzida). 

No entanto, ele parece conseguir sobreviver por dias em superfícies, fora do corpo humano. Aí você pode imaginar: humaninho tosse no supermercado perto do pacote de macarrão, uma gotícula cheia de vírus cai sobre o pacote de macarrão, meia hora depois você aparece e pega o pacote, toca na gotícula seca (eca) e vários vírus se transferem para a pele da sua mão. Onde você tocar, eles vão ficar. Eles não são absorvidos pela pele, mas podem entrar no seu organismo pelos olhos, nariz ou boca se suas mãozinhas forem para um desses lugares  antes de se encherem de álcool gel (ou de serem lavadas com água e sabão, porque você é uma pessoa limpinha). O vírus é altamente transmissível, justamente porque nosso corpo não tem anticorpos específicos contra ele. E o vírus tem uma camadinha de gordura, por isso morre com sabão ou com álcool em gel.

Reduzindo as chances de contaminação

Parece ser tudo uma questão do nível de exposição (que determina a carga viral: quanto maior a quantidade de vírus no organismo, mais grave a doença) e do quão rápido seu sistema imunológico é capaz de combater a infecção. É o exército que seu corpo tem para combater os terroristas. Primeiro, ele precisa reconhecer o terrorista e leva algum tempo para fotografá-lo e construir a arma personalizada contra ele. 

Esse exército é capaz de destruir o vírus terrorista, mas, para isso, ele deve estar em boas condições antes de encontrar o vírus (soldados desnutridos e fraquinhos — ou com armas estragadas — têm mais dificuldade nessa batalha), então pessoas que têm se cuidado, com bom estilo de vida — bebem bastante água, se alimentam bem, não comem açúcar, fazem exercícios físicos e lidam bem com o estresse (não são dramáticas nem vivem estressadas) saem em vantagem nessa briga. Mas sedentários que comem mal, bebem pouca água, dormem mal, vivem estressados e se enchem de álcool ou drogas têm sabotado suas próprias chances. Repito: o que faz diferença é o nível de exposição e as condições do sistema imunológico para combater uma coisa que ele nunca viu na vida.

Algumas dicas de 7 alimentos que ajudam o sistema imunológico estão no quadro abaixo, feito pelo Dr. Fabio Denardin (leve em consideração que o organismo precisa de um tempo para conseguir construir a imunidade com os nutrientes que consome. Portanto, começar a comer direito ANTES de ficar doente é sempre uma atitude inteligente):



Além deles, você pode acrescentar à sua dieta cápsulas de ômega 3, aumentar a ingestão de água e dar um tempo no álcool e no açúcar. Esse último item (açúcar) é o mais difícil para mim, porque sou "formiguinha" desde que nasci, mas se eu estou conseguindo, qualquer um consegue. Também tem boas dicas sobre isso neste link: Alimentos que fortalecem o sistema imunológico

O porquê do isolamento

A orientação de isolamento é para tentar evitar que muita gente fique doente de uma só vez. Não tem médico nem leitos hospitalares nem material para atender milhões de pessoas de uma vez. Os recursos são limitados, então o que o governo está tentando fazer é evitar que todo mundo se contamine ao mesmo tempo, o que aconteceria se as pessoas continuassem só fazendo tudo o que têm vontade, o que vinham fazendo até então. 

A ideia é buscar um cenário em que o número de infectados por vez seja suficiente para que os hospitais deem conta. Um grupo melhora, o outro vai ficando doente. Aí eles conseguem atender todo mundo.

Então, a quarentena não é porque o vírus é horroroso e todo mundo vai morrer, mas sim para garantir que todos os que se contaminarem terão assistência médica adequada, sem deixar de atender quem precisar de ajuda médica por outros motivos. E cabe à população agir como gente adulta e reduzir a circulação na rua. Não vai cair um braço se ficar sem fazer o que você quer por um tempinho. Aí a gente vê a importância de saber sacrificar a própria vontade por um objetivo maior. 




Para ler o texto anterior, clique em: É preciso ter medo do coronavírus?

.



3 comentários:

  1. Oi, Vanessa!
    Muito obrigada por essas informações, elas são muito úteis e creio que todos aqueles que se dispuserem a ler serão ajudados.
    Aqui na minha cidade o comércio foi fechado, as igrejas estão sem cultos, acho que servidores do grupo de risco estão trabalhando em casa (assim como outros trabalhadores que podem fazer seu trabalho de casa também estão), enfim... medidas sendo tomadas.
    Eu já não estou saindo de casa (última vez foi na reunião de quarta de manhã na igreja — quando ainda podíamos ter cultos), só meus pais que trabalham fora que continuam a ir para rua.
    Agora um desabafo: entendo que temos de usar nossa fé, confiarmos em Deus e não nos desesperarmos, porém, creio que Deus nos dá sabedoria para lidar com as situações, neste caso obedecendo as orientações que as autoridades tem passado... Mas aqui em casa estamos tendo dificuldade de fazer meu pai compreender isso, parece que ele pensa que o fato de termos fé significa que não devemos tomar os cuidados necessários, ele diz que "é só um viruszinho" e "não vai ficar colocando isso na cabeça", até aí ok, o problema é que ele não parece se preocupar em tomar os cuidados recomendados (higienizar corretamente as mãos, no trabalho, transporte coletivo, etc...). Como eu disse, apenas um desabafo.


    ps. peço licença de compartilhar aqui um link que creio que será bastante útil e inclui o que você disse sobre a alimentação, e hábitos saudáveis no geral: https://marinamorais.com/como-fortalecer-imunidade-atraves-da-alimentacao/?fbclid=IwAR1tPa-1yV-hQ97TX4kd1gDDQQjgIhQwtpvfoL9y7OKfSIUF5tWnV9yaRJw

    ResponderExcluir
  2. Oii Vanessa! Tudo bem? Não sei qual foi o problema do blog, mas teria como resgatar os textos mais antigos e colocar aqui? Tem alguns que eu quero ler mas não tô encontrando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabriela! Se você se lembrar qual é o texto (título, tema ou alguma coisa específica de que você se lembre do conteúdo), posso tentar resgatar e publicar aqui sim.

      Excluir