domingo, 29 de setembro de 2019

Estou chocada!

Não morri! 😀

Depois escrevo mais a respeito da vigília de ontem, com mais detalhes, não tive condições físicas de escrever durante o dia (começo a melhorar no início da noite, quando já tenho que me preparar para dormir rs). Até fiz algumas anotações, mas não deu para juntá-las em um troço coerente. Passei o dia me recuperando, não deu para levantar muito, foi meio cansativo, mas nada muito diferente de todos os dias. E infinitamente melhor do que das últimas vezes em que fiquei acordada a madrugada toda. Tanto eu quanto o Davison (Sr. Lampert) ficamos impressionados, porque ficamos de 22h30 (chegamos uma hora antes) até 4h30 na rua e NÃO MORREMOS! Não fiquei nem ⅕ de como fiquei da última vez que fui dormir de madrugada ou que passei mais de 4 horas na rua.
 É claro que o corpo reclamou, mas todas as horas em que sentia a alma querendo sair do corpo, eu me sentava rs. Quando não conseguia sustentar meu corpo na vertical, também sentava (minhas articulações ainda estão com dificuldade de sustentar o corpo, preciso de músculos que não tenho. Sinto falta de um exoesqueleto, mas desconfio que o Davison não teria casado comigo se eu tivesse nascido com um rs). 
Mas valeu a pena. Deus falou conosco exatamente o que Ele já vinha conversando no decorrer da semana anterior, e mais. Quando a gente busca a Deus, Ele vai dando “spoiler” do que vai falar na igreja rs. Não que tenha sido repetitivo ou algo assim, pelo contrário, é como se Ele tivesse nos preparado para o que iria dizer. Desde a necessidade de recuperar a simplicidade e a pureza da fé do início, versículos que li com meu marido nos dias anteriores, até o trabalho da igreja Universal na África, sobre o qual lemos ontem mesmo no livro “Cristãos sob ataque” (que comprei na sexta, é o texto do antigo “Crentes Possessos”, depois escrevo especificamente sobre ele, mas vale a leitura!). Resumindo: valeu MUITO a pena termos passado a madrugada acordados. Consegui o que fui buscar, sem dúvida alguma. Valeu a dor, o cansaço e passei bem melhor do que imaginava, tanto durante a vigília quanto hoje. A gente saiu da vigília já querendo outra. E amanhã (domingo) irei à igreja mais uma vez. Isso é incrível, pessoal, eu conseguir sair de casa dois dias depois de ter ido dormir às cinco da manhã!!! 
Deus existe, pessoal. Ele existe e Se agrada de quando a gente faz as coisas para Ele e por Ele, independentemente do que parece ser o mais “prudente” humanamente falando. Já percebi que o certo mesmo é mandar a prudência catar coquinho e fazer as coisas doidas da fé. A gente tem de saber diferenciar o que é prudência e o que é medo disfarçado. A minha fé do início, pura e simples, e a que Deus me disse para resgatar, não tinha esse medo (prudência fake). Queria agradar a Deus, buscava saber a vontade dEle e seguia em frente, obedecendo, custasse o que custasse. Anota aí: se o medo quiser que você faça — ou deixe de fazer — algo, faça o contrário.
.
.
PS1: Sei que tem gente que acha esquisito pessoas que sentam enquanto todo mundo está em pé, porque a maioria se concentra melhor em pé (por razões que me são ainda incompreensíveis). No meu caso, se fico em pé, primeiro perco o equilíbrio (especialmente se estiver de olhos fechados), podendo capotar no coleguinha do banco ao lado, o que certamente atrapalharia a concentração de todo mundo. Depois, as coisas começam a doer: pernas, braços, costas, quadris, joelhos, etc. etc.  Além disso, o coração dispara (chama-se taquicardia ortostática) e começo a ficar cansada como se subisse uma montanha. Não tem como prestar atenção a nada assim. Portanto, apesar de eu já ter ouvido falar que tem gente que acha esquisito, acredito sinceramente que as pessoas de Deus estão prestando atenção à reunião, ou orando de olhos fechados e têm mais o que fazer do que ficar reparando no que os outros ao redor estão fazendo. 
PS2: Tem gente acompanhando o blog! 😀 Fiquei surpresa e feliz em saber. Obrigada pela companhia e comentários, sejam bem-vindos e vamos em frente, juntos!
#JejumdeDanielDia6
.
Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel. Durante esses dias, os posts no blog serão voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.
** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .

Nenhum comentário:

Postar um comentário