domingo, 26 de agosto de 2018

Será?


O problema de algumas pessoas é ficar cogitando os pensamentos esquisitos, tentando refutar um a um enquanto deveriam ignorá-los e substituí-los por pensamentos da Palavra de Deus. Qualquer palavra é suficiente para trazer dúvidas e duvidam até da sua própria fé. Poderiam aproveitar esse poder de duvidar de qualquer coisa e direcioná-lo para o alvo certo.
Minha avó, Dona Naura, tinha a mania engraçada (e bastante estranha, confesso), de perguntar: “Será?” quando alguém lhe contava alguma coisa. Ela fazia isso em momentos em que uma pessoa normal diria: “sério? Que coisa!” ou “barbaridade!” ou “puxa!”. Não sei se isso é comum na Bahia (ela era baiana), mas era um “será?” tão descontextualizado que um dia um dos meus irmãos até brincou: “Que é isso, vó? Se a senhora diz “será?” parece que está achando que eu estou mentindo!”. Ela riu, mas não se corrigiu, então desconfio de que realmente achasse hahaha. Mas é assim que a gente tem de lidar com as dúvidas e os pensamentos perturbadores.
Olha só como a técnica da D. Naura funciona bem:
“Deus não vai me ouvir.”  SERÁ?
“Eu não mereço ser atendido.”  SERÁ?
“Isso é impossível!” SERÁ?
“Eu fiz isso, isso e aquilo, não vou receber o Espírito Santo.”  SERÁ?
“Eu não tenho fé.”  SERÁ?
Não precisa ficar conversando com o pensamento. É só duvidar dele. Funciona bem também para pensamentos dramáticos e catastróficos.
“Oh, céus, eu nunca mais terei uma chance!”  SERÁ?
“Nunca vou conseguir.” SERÁ? 
“Nunca vou ficar bem!” SERÁ? 
Eu me lembro de uma musiquinha que o Bispo gostava de cantar na João Dias e que dizia: “duvide de dúvida, sempre duvide da dúvida…” Em vez de questionar a Palavra de Deus, a sua fé, a benignidade de Deus ou o próprio Espírito Santo, aproveite para duvidar da dúvida sempre que ela aparecer.

PS1. Se você fez o Jejum de Daniel, escrevo esse texto na esperança de que você o leia antes da reunião de domingo. Mas se a reunião já passou e você só viu o texto agora, espero que entenda que o que vou dizer se aplica a todos os dias da sua vida.
PS2. O Jejum de Daniel termina este domingo, mas peço licença para continuar falando sobre espiritualidade depois que ele acabar, ainda que eventualmente intercalando com outros assuntos..
#JejumdeDaniel
.
Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel, de 6 a 26 de agosto. Durante esses dias, os posts no blog foram voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.
** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .

Nenhum comentário:

Postar um comentário