quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Renovando a mente — Será que Deus é comigo?


A leitora Adélia fez um comentário que ilustra a dúvida de muita gente. A quem estiver com o mesmo problema, recomendo que leia este e os textos anteriores. É bastante coisa, mas sacrifique a preguiça de ler, eles vão ajudar.  
“[…] O gremlin trabalha em cima do que eu vejo, do que acontece à minha volta. Por exemplo, passei por uma pessoa a quem estou devendo, então, eu me lembro que eu devo a ela, em seguida penso algo tipo ‘tô com problemas financeiros, a minha fé é fraca, Deus não é comigo por isso’ etc… No caso, esse pensamento não viria do nada, se eu não tivesse visto ou ouvido algo que me lembrasse a pessoa ou a dívida entende? Por isso parece que é algo normal.
Mas tudo isso é como um flash. Não dá nem tempo de parar e analisar pra refrear um deles. Geralmente quando eu paro pra analisar se o pensamento é meu, eu analiso e chego à conclusão de que, além de não ser meu, eu tbm alimentei ele. Ou seja, só percebo que deveria analisar quando passei do ponto e alimentei, não consigo analisar antes. Então, esse gremlin, psicopata, fica usando tudo que acontece à minha volta pra gerar um pensamento? Desculpe, eu ainda estou aqui, nos pensamentos. Me ajude pfvr rsrs”
Adélia, é assim com todo mundo. Ele usa o que acontece à nossa volta para gerar um pensamento. Se viesse do nada, a gente perceberia que o pensamento vem de fora. Ele pega um gancho de algo real e gera uma conclusão falsa. Como você está viciada nesse padrão de pensamento, é natural que vá no automático no começo. Você está cheia de maus hábitos que passou anos treinando e está se livrando deles agora. Aos poucos, tem aberto seus olhos e reagido. Peça a ajuda de Deus para ajudá-la a reagir mais rápido. Pelo que eu vejo, Ele já está ajudando.
Valorize o progresso que tem feito: agora você está conseguindo identificar o pensamento errado. Não importa se ainda não consegue perceber antes. O importante é parar de dar corda para o gremlin tão logo reconheça que é ele. Você vai ver, com o passar do tempo, vai começar a perceber cada vez mais cedo e cortar a alimentação mais cedo. Assim, vai mudando seu padrão de pensamento e seus hábitos mentais.
Trate como gremlin todo pensamento que te colocar para baixo e tirar suas forças. E não perca muito tempo com ele. O ponto agora é buscar a Deus e encontrá-LO. A leitora Caroline resumiu bem: “Deus exorta, Ele fala contra o pecado, mas o diabo fala contra a gente, que a gente é que não presta. Para Deus, o que a gente fez pode não prestar, mas não diminui nosso potencial”.
Só para ilustrar melhor, vamos entender o exemplo que você deu:
” passei por uma pessoa a quem estou devendo, então, eu me lembro que eu devo a ela, em seguida penso algo tipo ‘to com problemas financeiros, a minha fé é fraca, Deus não é comigo por isso etc… ‘’”
Você passou por uma pessoa a quem está devendo: isso é um fato. O problema vem em seguida, porque as conclusões que você cita têm o claro objetivo de desanimá-la:
“tô com problemas financeiros, a minha fé é fraca, Deus não é comigo por isso etc…”
A reação saudável ao ver uma pessoa a quem você deve, seria algo como: “puxa, ali está fulano. Estou devendo a ele. Agora não tenho dinheiro para pagar, mas estou organizando minhas finanças e buscando a Deus, logo vou resolver isso. E vou me cuidar para não fazer mais dívidas”. Então, você pede a Deus para te dar uma ideia para ganhar dinheiro e coragem para colocar em prática. Assim que tiver a ideia, vai saber que recebeu a coragem, então é só praticar.
Sempre que você constata um problema, a reação deve ser encontrar uma solução. Viu um problema? Resolva. E recorra a Quem pode ajudar a resolver. Há um milhão de possibilidades à sua frente. Mas o gremlin leva ao estado de drama que afunda a pessoa e faz com que ela só enxergue impossibilidades. Mas — repito — há um milhão de possibilidades à sua frente.
A constatação de que está com problemas financeiros não é um problema, em si. O problema é quando ela vem em uma sequência emocional que a coloca em estado de drama. No exemplo dado, o fato de estar com problema financeiro significaria (seja lá por qual razão) que sua fé é fraca. Isso é falso, porque o problema financeiro pode ter inúmeras causas.
Nos primeiros anos de casamento, eu tinha problema financeiro por mau uso do cartão de crédito. A culpa não era da fé fraca, mas da minha falta de educação financeira e de noção (tipo parcelar TUDO em quantas vezes fosse possível). E no vazio que eu sentia e tentava preencher nas Lojas Americanas rs.
Mas ok, a pessoa até poderia estar com problemas financeiros por ter uma fé fraca, isto é, uma fé emotiva e cheia de dúvidas. Isso, com certeza, ajuda a perpetuar problemas em todas as áreas. Porém, essa conclusão não ajuda a pensar em uma solução. Uma conclusão lógica seria: “minha fé é fraca (constatação). Então, preciso urgentemente buscar a Deus e fortalecer essa fé! Jogar fora essas dúvidas e resolver o problema”.
Lembre-se sempre: uma mente anti-gremlin vê um problema e já pensa em RESOLVER. Não fica chafurdando no problema. Vê um problema e pensa em resolver. Essa reação pode ser treinada. Sempre que perceber um problema, pense em resolver e leve o problema até Deus. Use a situação como impulso para buscá-LO.
Aí chegamos à frase que desmascara o gremlin de vez: “Deus não é comigo por isso”. A Verdade é diferente:
“O Senhor está convosco, enquanto vós estais com Ele, e, se O buscardes, O achareis; porém, se O deixardes, vos deixará.”
Deus deixa de ser com a pessoa quando ela deixa de buscá-LO. Pelos comentários que você tem colocado aqui durante o Jejum, fica claro que você tem buscado. A Bíblia não diz que Deus não está com a pessoa se ela tem problemas financeiros. A Bíblia diz que Deus deixa a pessoa que O deixa e que as pessoas que O buscam, O encontram.
Você está buscando. Logo, Ele está com você. Por isso o pensamento é mentiroso. Porque diz que Deus não é com você, enquanto a Bíblia diz que é. Enquanto você estiver buscando e se esforçando para obedecer e se afastar do mal, Ele estará com você.
Esses são os FATOS para análise do seu pensamento: “estou devendo. Estou com problema financeiro. Tenho buscado a Deus. Deus está comigo”. Sei que dá a maior vontade de dramatizar com sentimentos, mas a única conclusão lógica a ser tirada desses fatos é: “não estou sozinha, vou conseguir resolver esses problemas em breve!”.  
“E Israel esteve por muitos dias sem o verdadeiro Deus, e sem sacerdote que o ensinasse, e sem lei. Mas quando na sua angústia voltaram para o Senhor Deus de Israel, e O buscaram, O acharam”. 2 Crônicas 15.2-4
Eles estavam SEM DEUS, sem pastor e sem Bíblia. Não tinham nada nem ninguém. Mas quando na sua angústia voltaram para Deus e O buscaram, O acharam. Aí Ele veio, os libertou, resolveu os problemas deles, os guiou e os transformou em uma nação forte e independente. Assim seria (e assim foi) enquanto estivessem com Ele.
Percebeu? Angustiados, voltaram, buscaram e acharam. Essa é a sequência lógica da fé. Nada de altas coisas mirabolantes. Quem volta e O busca, O acha. Está muito calor aqui em São Paulo. A umidade do ar está baixa. Chego em casa com muita sede. Busco uma garrafa de água mineral e, porque sei onde está, logo encontro. Abro, bebo e mato a minha sede. Sem complicação.
A gente não precisa marcar horário com Deus. Não precisa estar com a ficha limpa. Deus não se importa com os registros do SPC e Serasa. A gente só precisa querer morrer para o passado e para nossa própria forma de pensar e nascer de novo.
O resto é consequência.

.
#JejumdeDaniel  #Dia 14
Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel. Durante esses dias, os posts no blog serão voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.
** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .

Nenhum comentário:

Postar um comentário