sábado, 23 de janeiro de 2016

Quando os problemas brotam feito cogumelos


Todos os meus sites saíram do ar. Já entrei em contato com o serviço de hospedagem e eles disseram que estão trabalhando para resolver. Porém, achei melhor fazer um blog provisório no blogspot enquanto eles organizam as coisas por lá, para não deixar meus leitores na mão.

Quando o pessoal terminar a reforma do blog, voltaremos para lá. Por enquanto, fiquem à vontade, puxem uma cadeira e peguem uma xícara de chá. Espero que sintam-se em casa, apesar da bagunça.:)

É aquele tipo de problema que aparece do nada. Tudo estava bem, tudo estava lindo, organizado, programado, como deve ser. Comecei a fazer uma série tão bonitinha sobre evangeliquês (ou melhor, sobre evitar evangeliquês e fugir dele como o diabo fugiria da cruz, se ele fugisse da cruz)...publiquei a parte 1, estava com posts agendados...só que fiz várias modificações no texto depois de publicadas (sempre faço) e não tenho a menor ideia de quais foram. 

Hoje é meu aniversário (por favor, ajam naturalmente, só cito esse fato porque é relevante para o texto) e meu marido me tirou um pouco do trabalho e me chamou para ir à livraria (meu passeio preferido rs), onde passamos algumas poucas horinhas. De volta para casa, meu gatinho ficou doente (crise de sinusite) e lá fomos nós falar com a vet e ir atrás de remédios, com direito a aplicação de soro subcutâneo (que nunca tínhamos feito na vida). Fiquei na função de enfermeira do gato e vimos que todos os sites estavam fora do ar. Se eu fosse fazer drama e dar chilique por tudo, seria a miss chilique 2016 e não resolveria nada. Então, pedi ao Davison que me ajudasse com o servidor do blog e encaminhamos as coisas. 

Agora que tudo meio que se acalmou, consegui trabalhar neste blog, para manter as coisas com um certo grau de normalidade. Sim, problemas pipocaram feito cogumelos instantâneos, ameaçando me deixar estressada e arruinar meu sábado. Porém, conscientemente, eu não me estressei, não me descabelei, não me desesperei com nada, não fiquei chateada, nem frustrada. Simplesmente peguei a pequena coleção de problemas que caiu na minha cabeça no dia de hoje e vi o que poderia fazer para resolvê-los:

Problema (a): Tiggy doente. O que posso fazer para resolver? 1 - Limpar as narinas com soro fisiológico. 2 - Entrar em contato com a vet. 3 - Seguir orientações da vet.

Problema (b): Blog fora do ar. O que posso fazer para resolver? 1 - Entrar em contato com a Locaweb  abrir chamado de suporte técnico.

Problema (c): O blog continua fora do ar e leitores não têm acesso a novos posts. O que posso fazer para resolver? 1 - Colocar o conteúdo em um blog do blogspot.

Problema (d): Não consigo acesso a nenhum dos meus blogs provisórios antigos no blogspot. O que posso fazer para resolver? 1 - Criar um blog novo. 

Problema (e): Nenhum dos títulos que costumo usar está disponível. O que posso fazer para resolver? 1 - Pensar em um novo título.

Bem simples: você tem um problema. Em vez de ficar pensando no quanto ele é problemático e em como você se sente miserável por tê-lo em sua vida e em como você é uma pobre criatura azarada que não consegue ter um sábado tranquilo sem uma porção de coisas irritantes pulando na sua frente, seja objetivo e pense no que pode fazer para amenizar ou resolver. Ainda que não seja a solução perfeita (eu gostaria de ter acesso a todos os posts, já editados, para colocar aqui, por exemplo), o que você pode fazer agora para resolver esse problema?

E se não tem absolutamente nada que você possa fazer, para que ficar sofrendo? Para que se sentir injustiçado? Para que alimentar peninha de si mesmo? 

Quando você se esforça para fazer menos drama, ser mais objetivo e ter menos nhenhenhém, a vida fica muito mais tranquila e infinitamente mais leve.


PS: Vou terminar de editar os textos do evangeliquês e passo para cá, don't panic.

4 comentários:

  1. ok, vou agir normalmente rsrsrs Mas não poderia deixar de agradecer pelo respeito que você tem pelos leitores do blog. Fiquei entrando na pagina o dia inteiro rs
    Interessante essa forma de ver e encarar os problemas imprevistos e isso que é agir com a cabeça e não com as emoções.
    Obrigada Vanessa.
    Abraços
    Thaynara

    ResponderExcluir
  2. Olá. Sempre leio o seu blog, mas nunca comentei.
    Eu recomendo que você pida ao pessoal do hosting para tirar a página que aparece quando a gente tenta acessar o blog (lampert.com.br). Mostra uma grande quantidade de dados referentes ao servidor, linguagem de programação utilizada, códigos de erro, etc. Dados que podem representar um risco para a segurança de todo o site. Seu blog poderia ser vítima de ataques maliciosos no futuro devido á informação que o propio site está oferecendo.
    Se todo o blog vai ser mudado, configurações, etc. Então ignore o que eu disse. :o)
    Parabéns pelo blog!
    Marco Picón

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa!
    Confesso q estava entrando em pânico! Perdão...rs...
    Mas é q vc é muito especial para mim e talvez vc não faça ideia do quanto seus textos me ajudam a fortalecer a minha fé e me ajudam a rasciocinar...🤗
    Obrigada por tudo. Foi seu aniversario e agradeço a Deus pela sua vida. E q ele continue te abençoando abundantemente.
    😚

    ResponderExcluir
  4. Valeu a pena o seu esforço, mesmo c tantos transtornos te encontrei por aqui, e mais uma vez valeu muito à pena! Vamos em frente!

    ResponderExcluir